LATAM tem empréstimo negado pela justiça dos Estados Unidos

LATAM

Nesta quinta-feira (10/09) o Grupo LATAM teve um financiamento de até US$ 2,45 bilhões bloqueado, após o juiz James Garrity Jr., do tribunal de falências dos EUA, indeferir o processo para a companhia.

De acordo com o processo, o Grupo LATAM solicitou no âmbito do Chapter 11 um acesso a um financiamento de até US$ 2,45 bilhões. Boa parte deste montante era proveniente de atuais acionistas da companhia, que estavam emprestando o dinheiro.

No entanto Garrity alegou que o financiamento não pode ser realizado nos moldes atuais, visto que permitiria à LATAM converter US$ 900 milhões da dívida em novo patrimônio. Esse procedimento não é autorizado sem a aprovação dos credores da empresa.

Neste empréstimo a Oaktree Capital Management forneceria à Latam mais de US$ 1 bilhão, enquanto a parcela de US$ 900 milhões é proveniente de um acordo entre a Qatar Airways e da família Cueto do Chile, dois grandes acionistas da LATAM.

A companhia pode mudar os moldes desse financiamento e apresentar uma nova proposta para o juiz aprovar, no entanto, a companhia precisa incluir os seus credores no pagamento sequencial da dívidas, aproveitando o aporte de dinheiro na empresa.

O empréstimo, no entanto, é essencial para fortalecer o caixa da companhia aérea, que enfrenta a sua pior crise atualmente. A LATAM está em Recuperação Judicial com base na Lei Chapter 11 dos Estados Unidos desde maio de 2020.

 

DEIXE UMA RESPOSTA