LATAM
Foto: LATAM/Divulgação

A LATAM Cargo, por meio do programa Avião Solidário, realizou nesta terça-feira (21/6) o transporte gratuito entre São Paulo (Guarulhos) e Rio de Janeiro (Santos Dumont) de dois indivíduos da espécie mico-leão-preto (Leontopithecus Chrysopygus), considerada ameaçada de extinção. O transporte ocorreu no voo LA3922, que decolou às 14h05 e pousou às 15h05 no destino.

Os animais estavam no Centro de Conservação da Fauna Silvestre da Fundação Zoológico de São Paulo e receberam recomendação em 2021 de transferência para o Centro de Primatologia do Rio de Janeiro, que é uma instituição pública registrada como criadouro científico de animais silvestres vinculado e mantido pelo Instituto Estadual do Ambiente (RJ) e participante do programa de reprodução em cativeiro desta espécie.

O programa de reprodução em cativeiro é estabelecido e coordenado pela Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab) e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O Centro de Primatologia do Rio de Janeiro, fundado em 1979, realiza estudos, pesquisas, manutenção e reprodução das espécies de primatas nativas do Brasil, em adequado regime de cativeiro com o propósito de conservar a fauna primatológica.

A instituição possui animais com diversas origens, desde aqueles nascidos em cativeiro, até indivíduos resgatados do tráfico de animais silvestres e de outras atividades humanas impactantes.

 

Avião Solidário e a estratégia de Sustentabilidade do Grupo LATAM

O programa Avião Solidário existe há mais de 10 anos e é um dos mais importantes do Grupo LATAM no contexto da sua estratégia de Sustentabilidade, com compromissos assumidos em três frentes: Economia Circular, Mudança Climática e Valor Compartilhado.

O programa coloca à disposição da América do Sul toda a experiência logística e a malha da LATAM para o transporte gratuito de pessoas, animais e cargas em emergências de Saúde, Meio Ambiente e Desastres Naturais.

Entre as metas da companhia, está a compensação de 50% das emissões de voos domésticos até 2030, estabelecendo um caminho para ser carbono neutro até 2050; o desenvolvimento de projetos de conservação e reflorestamento de ecossistemas, como a Amazônia, junto com a The Nature Conservancy (TNC); e a eliminação total de plásticos de uso único em 2023, em linha com a meta de resíduo zero para aterros sanitários até 2027.

No Brasil, o Avião Solidário já decolou para apoiar a conservação de mais de 4600 animais de diferentes espécies, especialmente as ameaçadas de extinção. Somente em 2022, já foram transportados 120 animais silvestres. A LATAM Cargo usa sua expertise e cuidados especiais para que todos os animais cheguem em seus destinos com tempos de exposição e desconforto mínimos para o animal.