Foto - LATAM/Divulgação

A LATAM Brasil vai iniciar em breve a cobrança de bagagem para os seus voos internacionais a partir do Brasil para os Estados Unidos e Israel.

A cobrança só será realizada para passagens emitidas na categoria LIGHT, geralmente a mais barata disponível. O valor é de US$ 45 em voos para os Estados Unidos e por bagagem despachada, já para Tel Aviv o valor é de US$ 55 para a compra com antecedência.

Vale ressaltar que esse valor cobrado é por compra antecipada, até 6 horas antes do voo, em compras no balcão de check-in ou após esse período, o cliente deverá pagar US$ 90 em voos para os EUA e US$ 75 para Israel.

De acordo com a companhia, a cobrança será iniciada para bilhetes emitidos a partir do dia 1º de julho nos voos para os Estados Unidos, a LATAM atende Las Vegas, Miami, Orlando e Nova Iorque, com voos a partir do Brasil.

Já os voos para Tel Aviv, em Israel, a cobrança só vale para bilhetes emitidos a partir do dia 08 de julho. A LATAM opera voos do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Tel Aviv.

Antes a companhia permitia o despacho de até duas bagagens de 23 kg, nas tarifas mais básicas. Atualmente apenas a tarifa PLUS permite o despacho gratuito de mala, uma única unidade de 23 kg.

A companhia ainda permite o despacho de três bagagens de 23 kg nas tarifas TOP, na Economy, e das da Business Class.

 

Veja a nota emitida pela LATAM:

A franquia de bagagem da Latam Airlines Brasil para voos dentro do Brasil e internacionais está disponível de acordo com o perfil de tarifa da passagem aérea adquirida. Para trechos voados entre países da América do Sul e para voos de longa distância, os valores podem variar de acordo com a rota selecionada. Voos com origem e destino na Ásia e Europa, os valores variam entre US$ 55 para volumes adquiridos até 6 horas antes do voo e US$ 75 se adquiridos com menos de 6 horas de antecedência.

Já os passageiros com origem e destino para os Estados Unidos devem pagar entre US$ 45 para volumes adquiridos até 6 horas antes do voo e US$ 90 se comprados com menos de 6 horas de antecedência. Valores serão convertidos para real e baseados na cotação do dólar do dia da compra.