De acordo com uma informação divulgada pelo Portal FlightGlobal, a Lion Air terminou as buscas pelo gravador de voz (CVR) do Boeing 737 MAX 8 da companhia que se acidentou em outubro de 2018.

A busca terminou pouco antes da meia-noite de 29 de dezembro de 2018, disse o Lion Air Group à Reuters. A companhia não especificou nenhuma razão por trás da decisão.

Em meados de dezembro de 2018, a Lion alugou um navio, o MPV Everest, de uma empresa holandesa para auxiliar na busca. Naquela época, também estimou que a busca pelo CVR custaria Rp38 bilhões (US$ 2,62 milhões).

Comitê Nacional de Segurança nos Transportes (NTSC) da Indonésia provavelmente conduzirá sua própria busca pelo CVR, usando navios da Marinha do país “assim que possível”. Negociações com a Marinha estão em andamento. Os investigadores já sabem o possível local em que o CVR esteja, porém o componente possivelmente foi “enterrado” no fundo do mar com a força do impacto.

Os investigadores, no entanto, conseguiram recuperar o gravador de dados do voo (FDR) três dias após o acidente, o componente já forneceu os primeiros detalhes para o relatório preliminar que foi emitido em novembro (clique aqui para saber mais).