Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

A forte alta dos combustíveis nas últimas semanas está preocupando as companhias aéreas. A Delta, que obteve um lucro de US$ 1,2 bilhão no 3º trimestre, alertou seus investidores que pode sofrer prejuízo nos últimos três meses de 2021, devido ao forte aumento nos preços do Querosene de Aviação.

De acordo com a Delta, mesmo nos Estados Unidos, o Querosene de Aviação representa cerca de 20% do custo operacional da companhia. Em outros países, como no Brasil, esse custo chega a 40%.

A companhia divulgou em seus resultados do 3º trimestre (você pode conferir Clicando Aqui), que pagou cerca de US$ 1,94 por galão de combustível no período. A estimativa para o 4º trimestre é pagar entre US$ 2,25 e US$ 2,40 o galão do Querosene de Aviação (QAV).

A forte alta pode atrapalhar na lucratividade das empresas em um momento chave, enquanto trabalham para retomar a oferta de voos nacionais e internacionais, especialmente nos EUA, o maior e mais lucrativo mercado da aviação no mundo.

Por agora não há uma tendência de diminuição do preço do barril de petróleo, principal insumo para a produção de QAV. Nesta semana o barril (brent) superou o valor de US$ 80 no mercado internacional, o preço é quase o dobro na comparação com o início de 2021, quando estava a US$ 46.

 

DEIXE UMA RESPOSTA