Lufthansa corta em 50% o investimento em novos aviões

Airbus A320neo da Lufthansa. Foto - Lufthansa

A Lufthansa está trabalhando arduamente para se reestruturar nesta crise. A companhia já se comprometeu com a retirada de algumas aeronaves, e mesmo assim deve receber novos aviões.

E em sua declaração mais recente, a Lufthansa ressaltou que realmente deverá reduzir pela metade o investimento em novos aviões até 2023. O planejamento da companhia é, em todo o grupo, receber 80 aviões, ao invés de 160 aeronaves estimadas anteriormente.

Isso significa que a companhia deverá retirar aviões, e trabalhar com uma frota menor nos próximos anos, visto que as aeronaves menos eficientes continuam sendo aposentadas. A Lufthansa já fala em aposentar cerca de 100 aviões, dos 720 que todas as aéreas do grupo operam.

Ao mesmo tempo, a Lufthansa garante que está trabalhando e se reestruturando para manter caixa. O foco é pagar o mais rápido possível o empréstimo de 9 bilhões de euros, realizado através de “ajuda” estatal.

Se comprometendo com o pagamento rápido do empréstimo, a Lufthansa garante menores gastos com o pagamento de juros, e fica livre para crescer quando a demanda estiver alta novamente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA