Lufthansa decide paralisar a sua frota de aviões A380, enquanto a demanda diminui

Lufthansa Airbus A380
A380 da Lufthansa taxiando no aeroporto de Leipzige. Foto -

A Lufthansa decidiu paralisar temporariamente, a partir de hoje (08), a sua frota de aviões Airbus A380, devido à repentina queda na demanda por voos, causada pelo surto do Coronavírus.

Essa medida é projetada para reduzir as consequências financeiras da queda na demanda, e inicialmente deve durar até maio deste ano, sendo que a paralisação pode ser prorrogada pela empresa. As aeronaves serão aos poucos sendo retiradas da malha da companhia, para ficar temporariamente estacionadas.

Surpreendentemente a Lufthansa alcançou recentemente uma taxa de ocupação de 35% nos seus A380, principalmente pela queda na demanda dos voos internacionais de longa distância para a China e a América do Norte.

A companhia tem 14 aviões Airbus A380.

A informação foi confirmada pelo site alemão aero.de, mas no momento a Lufthansa nega que esteja parando os seus aviões do modelo A380, e ressalta que ainda prepara um plano de contingência para enfrentar a queda de até 50% na demanda por assentos.

Além de um congelamento imediato de contratações, o Grupo Lufthansa já ofereceu a seus funcionários a concessão de férias não remuneradas e a antecipação de férias anuais.

A empresa está conversando com seus parceiros operacionais e sindicatos, a fim de evitar demissões, como conceder licenças não remuneradas ou férias coletivas.


Esses ajustes de capacidade se aplicam a todas as companhias aéreas de passageiros do Grupo Lufthansa, como a Swiss, Eurowings e Austrian.

 

DEIXE UMA RESPOSTA