A Lufthansa anunciou recentemente que estaria diminuindo a sua expectativa de crescimento em 2018, reduzindo de 12% para 9,5% o aumento da oferta de assentos no ano.

De acordo com a Lufthansa esse corte na expectativa de crescimento é devido ao menor número de aviões que a companhia receberá nesse ano, na verdade houve 

“Temos um bom problema – muitos passageiros e poucos aviões”, disse o presidente-executivo da Lufthansa, Carsten Spohr.

A Lufthansa também esperava, no final de 2017, adquirir parte da Niki, uma companhia aérea da extinta Air Berlin, mas declinou do seu plano, preferindo fazer investimentos na Eurowings.

Agora a companhia está negociando com a Niki para alugar parte dos seus aviões, e assim conseguir concluir seus planos de crescimento em 2018, mesmo que abaixo da expectativa anterior.

A Lufthansa apresentou um lucro bruto em 2017 de 2,97 bilhões de euros (US $ 3,67 bilhões), superando os 2,84 bilhões de euros esperados pelos analistas. Provavelmente um bom resultado também será reproduzido em 2018.

A Lufthansa informou o lucro ajustado de 2017 antes de juros e impostos de  em uma pesquisa da Reuters.