ITA Airways Itália
Foto: Divulgação

Após declarar interesse em comprar até 40% da ITA Airways, a Lufthansa fez uma proposta única em conjunto com a MSC Group, do mercado de marítimo e turismo, pela mais nova aérea da Itália, a ITA Airways.

Juntas, as duas empresas desejam obter por meio de compra uma participação majoritária na ITA Airways, com uma participação estatal minoritária na aérea, sem direito ao voto de desempate.

Os termos do contrato entre a Lufthansa e o Grupo MSC serão decididos durante as negociações. Cogita-se que percentualmente a companhia aérea alemã tenha a maior participação no negócio, com maior poder de voto individual.

Continua depois do anúncio

Como sempre, o valor total das negociações não foi divulgado. As licitantes solicitaram 90 dias de exclusividade para trabalhar na manifestação de interesse.

“A ITA Airways está satisfeita que o trabalho realizado nos últimos meses para oferecer as melhores perspectivas à empresa começa a ter os resultados esperados, proporcionando uma empresa reconhecida como viável para parceiros de reputação internacional tanto no transporte de passageiros quanto de carga”, disse o comunicado.

Airbus A350 Lufthansa Climática
Foto: Lufthansa

A chegada da Lufthansa ao controle da aérea também pode resultar em boa rentabilidade, algo que a ITA Airways, mesmo com toda a troca de equipe em relação a Alitalia, não conseguiu atingir até o momento.

Continua depois do anúncio

Por outro lado, a Lufthansa tem interesse em utilizar Roma como mais um hub de operações na Europa, conectando Fiumicino com outras companhias aéreas do grupo em diversos países.

A ITA Airways conta com 3 mil dos 11.000 funcionários que antes faziam parte da Alitalia. Com aeronaves oriundas da Alitalia, a frota da companhia é composta exclusivamente por jatos da Airbus, sendo 44 aeronaves dos modelos A319, A320 e A330.

A companhia firmou um acordo recentemente para a aquisição de dezenas de modernas aeronaves A350-900, A330neo, A320neo e A220.

Continua depois do anúncio