Companhias Aéreas Lufthansa Rússia
Foto: Lufthansa

A briga entre Airbus e Qatar deixou algumas aeronaves A350 sem nenhum dono, e agora a Lufthansa poderá ser uma das empresas a aproveitar a oportunidade de negócio. 

A Airbus e a Lufthansa já estão em negociação para que a companhia alemã compre as aeronaves A350-1000 que a Qatar não recebeu, como resultado do conflito entre as empresas.

Além disso, o CEO da Lufthansa, Carsten Spohr disse que a companhia aérea também poderá ficar com encomendas da Aeroflot, que em razão da guerra contra Ucrânia não recebeu alguns exemplares do Airbus A350-900.

Foto – Airbus

O negocio é vantajoso para a Lufthansa, considerando que a empresa reduziu sua frota de longo curso aposentando algumas aeronaves como o Boeing 747 e a retirada alguns aviões Airbus A340 e A380. 

A chegada de um novo modelo com autonomia e capacidade do Airbus A350-1000, poderá preencher uma lacuna deixada por antigos aviões em voos internacionais da Lufthansa. A empresa alemã, ainda conseguiria um bom desconto por se tratar de aeronaves com ‘cauda branca’.

A chegada do A350-1000 na frota da Lufthansa também seria uma aposta da companhia para os atrasos anunciados recentemente pela Boeing sobre o 777X, que agora somente em 2025.

Se firmar um acordo com a fabricante, a empresa de bandeira da Alemanha poderá receber seus primeiros modelos já em 2023. Ainda não foram divulgados os detalhes da negociação, como o número de aeronaves envolvidas no negócio.

Atualmente a Lufthansa conta com 20 aeronaves Airbus A350-900, recentemente o A380 foi cogitado a retornar a malha caso a companhia precise de um aumento de capacidade.

 

Com informações da Simple Flying.