Lufthansa faz acordo que evita demissões de tripulantes

Airbus A320neo da Lufthansa. Foto - Lufthansa

A Lufthansa chegou a um acordo com os seus tripulantes de cabine e o sindicato UFO, que evita demissões na companhia e repassa maior tranquilidade aos comissários(as) da companhia.

No acordo realizado pela Lufthansa os tripulantes precisaram ceder em alguns pontos, por exemplo, não haverá aumentos salariais nos próximos dois anos, além disso, os tripulantes devem ter os seus salários reduzidos, visto quem vão receber de acordo com as horas não trabalhadas.

A Lufthansa também planeja lançar programas de licenças não remuneradas e demissões voluntárias, para enxugar o seu quadro de trabalhadores, que tem um excedente de 22000 funcionários neste momento.

Outros tripulantes também podem optar pela aposentadoria, como forma de sair da empresa com remuneração.

A companhia alemã, em contrapartida, se comprometeu a não demitir nenhum tripulante de cabine até 2023. Como parte do acordo, a Lufthansa tentaria economizar meio bilhão de euros em custos de tripulação de cabine até 2023, para a sua recuperação.

“Esse acordo é um sinal importante para os nossos colaboradores, para os nossos acionistas e para a assembleia-geral extraordinária de amanhã. Dessa forma, queremos evitar redundâncias operacionais na cabine da Lufthansa”, disse Michael Niggemann, executivo-chefe de Recursos Humanos na Lufthansa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA