Lufthansa Group vai solicitar uso de máscara durante voos

Airbus A320neo da Lufthansa. Foto - Lufthansa

A partir de segunda-feira, 4 de maio, as companhias aéreas do Lufthansa Group vão solicitar aos passageiros que usem uma máscara de proteção facial a bordo de seus voos. Também irá recomendar o uso em toda a viagem, ou seja, antes ou depois do embarque e sempre que a distância mínima exigida não possa ser cumprida.

Essa medida serve como proteção adicional visto que, apesar dos ajustes nos procedimentos de serviço, nem sempre é possível manter a distância necessária em um voo. Os comissários de bordo dos voos das companhias aéreas do grupo que mantém contato direto com os clientes também usarão máscaras.

Assim, o Lufthansa Group cumpre os regulamentos oficiais de vários países europeus nos quais o uso de cobertura de boca e nariz é obrigatório em locais públicos.

As companhias aéreas do grupo irão disponibilizar a informação aos passageiros da necessidade de levarem sua própria máscara nos seus sites e por meio de comunicados enviados com antecedência por SMS o e-mail. A cobertura facial pode ser de tecido reutilizável ou de qualquer outro material, bem como com o uso de cachecóis.

A obrigatoriedade do uso da máscara nas rotas operadas pelo Lufthansa Group será aplicada preliminarmente até 31.08.2020. Com esta medida, manter o assento vizinho livre na Classe Econômica e na Classe Econômica Premium não será mais aplicável, pois o uso da cobertura facial oferece a proteção adequada. Devido à atual baixa taxa de ocupação, os assentos serão alocados o mais amplamente possível em toda a cabine.

Desde o início da pandemia, nenhum caso concreto de transmissão nos voos do Grupo Lufthansa foi reportado e a infecção a bordo permanece muito improvável. Todas as aeronaves do Lufthansa Group são equipadas com filtros de ar de alta qualidade, que garantem qualidade do ar semelhante à de uma sala de cirurgias. Além disso, o ar circula verticalmente ao invés de ser distribuído pela cabine.

 

DEIXE UMA RESPOSTA