Lufthansa Technik Airbus A320
Foto: Lufthansa Technik

A Lufthansa vai dar uma sobrevida para um Airbus A320 que foi aposentado de realizar voos comerciais pela empresa para se tornar um laboratório de testes para a empresa de manutenção do grupo.

A Lufthansa Technik vai realizar testes de hidrogênio no Airbus A320 como fonte de pesquisas para combustível sustentável de aviação. A aeronave já está em Hamburgo, onde há a base de manutenção da empresa.

O Airbus A320 de matrícula D-AIQF, voou pela Lufthansa cerca de 23 anos, antes de ser repassado para a empresa do grupo Germanwings. Desde então voou pela companhia até 2020, quando foi definitivamente aposentada.

Agora a aeronave batizada de “Halle (Saale)” servirá como base de estudos e testes com hidrogênio. Será instalada no avião um tanque de hidrogênio liquido e uma célula de combustível para estudos.

Os estudos serão para ver os impactos do combustível sustentável de aviação e também como poderão ser realizadas as manutenções em aeronaves movidas a hidrogênio. 

De forma gradativa, os técnicos irão realizar estudos inicialmente pelo interior do Airbus A320 como as galleys e cozinha. Eles irão buscar informações de como a célula irá alimentar os equipamentos. 

“Voar com tecnologia de hidrogênio amigável ao clima só é possível se a infraestrutura no solo também se encaixar perfeitamente. de armazenamento e distribuição para o processo de reabastecimento no pátio”, diz a Lufthansa Technik.

“No aeroporto, também contamos com o hidrogênio como a tecnologia do futuro para nosso transporte terrestre. Este projeto nos oferece a chance de identificar e fazer o melhor uso possível dos efeitos de sinergia entre o hidrogênio gasoso, como o usado para reabastecer nossos tratores de bagagem, e o hidrogênio líquido para reabastecimento de aeronaves”, completa.

 

 

Com informações da Simple Flying.