China Southern Boeing 737 MAX

Reuters – O retorno das operações com o Boeing 737 MAX na China está cada vez mais próximo, hoje (21) mais um avião realizou um voo de teste no país. No último dia 9 de janeiro, um 737 MAX da Hainan Airlines realizou o primeiro voo de testes com reguladores chineses a bordo.

Quase duas semanas depois, um Boeing 737 MAX da China Southern realizou um voo de teste de aproximadamente três horas e meia na China. O órgão chinês responsável pela aviação já havia aprovado as mudanças e atualizações no modelo norte-americano no mês de dezembro, pouco mais de dois anos e meio da suspensão de voos. 

A aeronave da China Southern realizou um voo partindo e chegando de Guangzhou, sem passageiros a bordo. Para que as companhias aéreas chinesas possam retomar as operações com passageiros com o avião, será preciso realizar atualizações e modificações no 737 MAX assim como ocorre em outros países.

Além disso, o treinamento será especifico para pilotos da aeronave para que possam aprender a lidar com todas as situações dos novos sistemas do MAX. 

Agora, com a volta do MAX, a Boeing terá a oportunidade de atuar em um dos mercados mais promissores, sendo o mais importante dentre todos os mercados estrangeiros para o fabricante norte-americano, principalmente pela oportunidade de alavancar as suas vendas no mercado de aeronaves de corredor único (narrowbody).

 

Fonte: Reuters