Caça russo SU-35 interceptando P-8 Poseidon dos EUA-Foto: Marinha dos EUA

De acordo com dados do Ministério da Defesa da Rússia, aviões espiões estrangeiros voaram mais de 30 vezes perto da fronteira da Rússia na semana passada.

“Trinta e três aviões espiões de países estrangeiros realizaram reconhecimento aéreo ao longo das fronteiras da Federação Russa e foram rastreados pelos radares da Rússia”, dizem os infográficos.

Durante esse tempo drones também voaram identificados pelos sistemas de radares da Rússia, apontou os infográficos.

Esse período houveram vários acionamentos dos caças de alerta da força aérea da russa que realizaram algumas interceptações, incluindo aeronaves norte-americanas. O interessante é que parece que há uma coessência, sempre que um caça russo intercepta uma aeronave russa, no dia ou na semana seguinte, é a vez dos EUA interceptarem aeronaves russas.

Fonte de apoio: TASS/ Edição: Aeroflap

DEIXE UMA RESPOSTA