A Boeing recebeu o contrato de desenvolvimento de engenharia e manufatura para fornecer quatro aeronaves MQ-25. A fabricante planeja realizar o trabalho de montagem do MQ-25 em St. Louis, localizada no estado de Missouri.

“Como empresa, fizemos um investimento tanto em nossa equipe quanto em um sistema de aeronaves não tripuladas que atende aos requisitos de reabastecimento da Marinha dos EUA”, disse Leanne Caret, presidente e CEO da Boeing Defense, Space & Security.

“O fato de já estarmos nos preparando para o primeiro voo é graças a uma excelente equipe que entende a Marinha, e sua necessidade de ter esse importante ativo em plataformas de transporte em todo o mundo”, completa Caret.

O MQ-25 foi projetado para fornecer à Marinha dos EUA uma capacidade de reabastecimento aéreo muito necessária, para operações a partir de um porta-aviões.

De acordo com a Marinha dos EUA, o MQ-25 Stingray permitirá um melhor uso dos combatentes, ampliando a gama de aeronaves, como o Boeing F/A-18 Super Hornet, o Boeing EA-18G Growler e o Lockheed Martin F-35C.

A aeronave MQ-25 também se integrará perfeitamente aos sistemas de catapulta e lançamento e recuperação. O MQ-25 é uma aeronave UAV (sigla em inglês para Veículo Aéreo Não Tripulado). No Brasil essas aeronaves são conhecidas pela a sigla VANT.