Mercado brasileiro de aviação se anima com possibilidade de nova vacina de COVID-19

GOL

As ações das principais companhias aéreas brasileiras, a GOL e a Azul, tiveram uma considerável alta no início desta semana, com uma leve queda nesta terça-feira (10/11).

O principal motivo de toda a animação do setor é uma divulgação da Pfizer/BioNTech, relatando que sua vacina pode atingir até 90% de eficiência na criação de anticorpos contra o COVID-19.

A notícia anima o setor que pode ter sua retomada acelerada com uma chegada imediata da vacina, que deve paralisar a pandemia de coronavírus. No Brasil, o positivismo do setor aéreo foi amplificado por uma queda na cotação do dólar, devido à eleição norte-americana, ao mesmo tempo que enfrentamos um mercado com ampla recuperação em comparação com abril deste ano.

Azul

Na última segunda-feira (09/11) as ações da Azul (AZUL4) e da GOL (GOLL4), tiveram altas de 19,93% e 18,43%, respectivamente.

Já nesta terça-feira (10/11) as ações da GOL fecharam em leve queda de 0,9%, cotadas a R$ 20,86, após atingir R$ 21,89 no início do dia. Já as ações da Azul tiveram uma queda mais acentuada, de 1,20%, cotadas a R$ 30,34.

O mercado brasileiro de aviação já apresenta uma recuperação de demanda por voos domésticos acima dos Estados Unidos e da Europa, comparando com o mesmo período do ano anterior. No fim do ano, as companhias aéreas brasileiras esperam operar com 60 a 80% da oferta de assentos disponibilizados em dezembro de 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA