Os testes em voo do novo caça MiG 35 vão acabar no final de 2017 e a expectativa agora é do Governo Russo adquirira o modelo para substituir os antigos MiG 29. No total a Força Aérea Russa tem 258 caças MiG-29 e pode dar uma grande força para a MiG caso venha encomendar grandes quantidades do MiG 35, a expectativa ronda entorno de 37 aviões inicialmente, com a substituição total da frota de MiG-29 nos próximos anos.

A MiG também espera vender o seu novo caça para mais 30 países, o ponto alto apresentado pela fabricante russa é a performance da aeronave, bem como a modernização de frotas, visto que o MiG 35 carrega tecnologias da Rússia desenvolvidas para caças de 4ª geração Plus (4++), assim como os concorrentes europeus, como o Eurofighter e o Gripen NG.

De fora o MiG 35 se assemelha bastante ao “irmão” mais velho MIG 29, mais existe diferenças entre ambas as aeronaves, uma delas são os novos motores de origem russa Klimov RD-33MK, que fornecem 12% a mais de potência em relação aos do MiG 29. Outra novidade é um novo absorvente da cobertura radar conhecida como (RAM), além de um radar frontal AESA com uma vasta varredura eletrônica.

O novo MiG também se inclui no mundo da guerra moderna, com um glass cockpit. Ambas as características colocam o caça com uma grande proximidade das aeronaves de 5º geração, com tecnologias inspiradas no PAK FA.

Porém o novo MiG não foi enviado para o Internacional Paris Air Show, que está começou nesta semana. Mas as autoridades do governo russo e a MiG acreditam que o MiG 35 estará no MAKS (Evento Aeronáutico da Rússia), que acontece entre os dias 18 a 23 de julho deste ano.

 

Via – FlightGlobal

 

Veja mais em:

MIG 35 – O novo caça russo faz seu primeiro voo