Comandanates da FAB e da Marinha- Foto FAB

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) recebeu, nesta quinta-feira (11/04), em audiência pública no Senado Federal, em Brasília (DF), o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, para apresentação de projetos e perspectivas da pasta para o futuro.

O encontro contou com a presença do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, do Comandante Logístico do Exército, General Carlos Alberto Neiva Barcellos, representando o Exército Brasileiro e do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, bem como o Chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior e de parlamentares.

Durante a audiência o Ministro da Defesa apresentou os projetos, as missões e as operações conjuntas realizados pelas Forças Armadas. O ministro deu destaque para a atuação da Força Aérea Brasileira (FAB) nas ações da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado do Espírito Santo; a Operação Acolhida, em Roraima, onde os militares estão há mais de um ano apoiando os venezuelanos; e o apoio às equipes de busca na tragédia em Brumadinho (MG).

Citou ainda a recente missão de assistência humanitária a Moçambique, na qual dois C-130 Hércules transportaram mais de 20 toneladas de suprimentos e equipamentos, além de 40 militares da Força Nacional e do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, durante a reunião

Ao destacar os projetos estratégicos, o ministro falou sobre o novo cargueiro da FAB, o KC-390.

“A aeronave da Força Aérea será entregue este ano e substituirá o Hércules C-130, que atuou por muito tempo levando ajuda humanitária a quem precisa, transportando tropas para as missões e salvando vidas. Precisamos modernizar e reestruturar nossas Forças Armadas para atuar em todas as frentes. Essa audiência é muito importante para que os parlamentares e a sociedade saibam como as Forças Armadas atuam”, disse.

Ele também destacou os novos aviões de caça, os F-39 Gripen, que substituirão as atuais aeronaves F-5. A previsão é de que a primeira seja entregue em 2021.

Parlamentares que participaram do encontro puderam esclarecer, ainda, as dúvidas sobre o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas assinado entre o Brasil e os Estados Unidos.

“O acordo é a janela que se abre para a área espacial no Brasil. A atividade comercial vai gerar desenvolvimento na região. Isso é imprescindível para a entrada do Brasil no mercado global e para a proteção de tecnologias e patentes”, explicou.

Paralementares, o Ministro da Defesa e as altas autoridades militares

O ministro falou também sobre a reestruturação da carreira militar. “Todos os militares fazem um juramento e colocam a nação acima da própria vida e precisam ter amparo, seja temporário ou de carreira”, disse.

 

Via: FAB

Fotos: Cabo Feitosa-CECOMSAER.