Gripens E- Foto: SAAB

A competição finlandesa HX para escolher um novo caça para equipar a força aérea do nórdico país europeu teve mais uma etapa concluída com a avaliação da Força Aérea da Finlândia dos caças concorrentes.

No mês de fevereiro todos os caças concorrentes foram até a Finlândia e foram testados por seus militares, são eles, o Saab Gripen, o Eurofighter Typhoon da Airbus, o Dassault Rafale, o Lockheed Martin F-35 e Super Hornet da Boeing.

Dassault Rafale/ Foto- Dassault Aviation

Em entrevista ao jornal finlandês Kauppalehti, o Ministro da Defesa, Lauri Puranen, detalhou algumas coisas que aconteceram nos testes.

“O objetivo dos testes técnicos era verificar se o desempenho real dos sistemas corresponde às informações fornecidas no edital: por exemplo, o radar parece o que foi prometido e os sistemas de interferência funcionam. Nesta fase, as máquinas não são comparadas. ”

Eurofighter Typhoon
Foto: Airbus

Durante a entrevista Puranen disse que pelas avaliações que foram feitas até agora ele se diz que ainda não se encontra satisfeito 100% pois irão acontecer mais coisas envolvendo os caças. Para o ministro, “sempre há surpresas, mas sabia-se que algumas máquinas ainda apresentavam deficiências”.

Exemplo de surpresa foi o caso do F-35A Lightining II, que eram pra ter sido enviado quatro caças, mas apenas dois e um teve uma falha técnica e não pode voar em todos os voos de testes. A respeito desta falha técnica não se sabe por parte da Lockheed Martin o que de fato aconteceu.

F-35A – Foto da Força Aérea dos EUA por Cynthia Griggs

Questionado pelo jornal a respeito do SAAB Gripen, o ministro finlandês disse que “o Gripen é o mais novo dos lutadores e está na fase de protótipo. O Gripen não possui sistemas, mas todos os candidatos ainda têm algo a fazer, talvez o Gripen tenha mais o que fazer”.


Caça SAAB Gripen E pousando na base aérea de Pirkkala, Finlândia- Foto: Via Web

Mas ainda há um longo caminho pela frente isso porque o acordo de compra deve ser fechado em 2021 e as primeiras aeronaves devem chegar aos pilotos em 2025 e “ainda há muito o que fazer com os candidatos”, finaliza o ministro.

A Finlândia busca substituir seus antigos caças F/A-18 Hornet. O plano é a compra de 62 unidades de um novo vetor de segurança e de acordo com o ministro o valor da compra não iria ser superior a dez bilhões.

F-18E Super Hornet- Foto: Marinha dos EUA pelo Especialista em Comunicação de Massa 3ª Classe Michael Singley / Liberado

 

DEIXE UMA RESPOSTA