Shoigu e sua comitiva conhecendo a linha de produção do S-70. Foto: Ministério da Defesa Russo.

Em visita à Planta Aeronáutica de Novosibirsk, o Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, conheceu a linha de produção do caça-bombardeiro de longo alcance Su-34 Fullback e a nova linha de produção para o drone furtivo de ataque S-70 Okhotnik-B.

Atualmente a planta está envolvida na produção de novos protótipos da aeronave não-tripulada, no âmbito do Programa Okhotnik (Caçador, em russo). 

Depois de inspecionar as instalações fabris para o novo drone, Shoigu disse que espera que os trabalhos sejam concluídos até 2022, permitindo que um grande contrato de longo-prazo seja assinado com o governo. “Isso é necessário para que a indústria saiba montar seus planos para os próximos dez anos, para que se possa fazer os pedidos e completar com materiais e outros tipos de segurança”, disse o Ministro.

O S-70 Okhotnik-B é um drone de ataque com características stealth, atualmente em desenvolvimento pela Sukhoi. O modelo poderá ser empregado tanto na arena ar-solo quanto ar-ar, atuando em conjunto com o caça de 5ª Geração Su-57 Felon. Recentemente foi revelado que a Rússia estaria desenvolvendo uma versão de dois assentos do Su-57 para poder comandar diversos drones S-70 em combate.

O S-70 fez seu primeiro voo em agosto de 2019 e no mesmo ano fez outro voo de demonstração com um Su-57. A aeronave incorpora o design de “asa voadora”, o que reduz sua assinatura radar, e pode voar a uma velocidade de 1000 Km/h. 

Shoigu e sua comitiva conhecendo a linha de produção do S-70. Foto: Ministério da Defesa Russo.

Falando sobre o Su-34 Fullback, Shoigu afirmou que o tempo para a transferência de dados da missão para os armamentos foi reduzido em três vezes. “Introduzimos os dados antes da decolagem e, enquanto estávamos voando, a situação mudou. Agora a missão de é transferida à arma durante o voo”, disse o chefe do departamento militar da planta. 

Na visita, ele também notou que o departamento militar vem desenvolvendo, implementando, dominando e testando tecnologia altamente inteligente há vários anos, onde as últimas conquistas foram amplamente introduzidas e aplicadas no campo da inteligência artificial, afirmou o Ministério da Defesa. 

Produção do Su-34 Fullback em Novosibirsk. Foto: Ministério da Defesa Russo.

DEIXE UMA RESPOSTA