O mundo da aviação perdeu ontem (07/12) o ás Chuck Yeager, um oficial da Força Aérea dos EUA e piloto de teste que ficou conhecido como “o homem mais rápido em vida”. O General Yeager morreu aos 97 anos em um hospital de Los Angeles.

Fotos históricas de Chuck Yeager

Sua morte foi confirmada por sua esposa Victoria, que tweetou na conta oficial de Yeager o falecimento do ás.

“Uma vida incrível e bem vivida, o maior piloto da América”, ela tuitou.

“O falecimento do general Chuck Yeager hoje é uma perda tremenda para nossa nação. O espírito pioneiro e inovador do Gen. Yeager avançou as habilidades da América no céu e definiu os sonhos de nossa nação na era do jato e na era espacial. Ele disse: ‘Você não se concentra nos riscos. Você se concentra nos resultados. Nenhum risco é muito grande para impedir que o trabalho necessário seja feito”, disse Jim Bridenstine, administrador da NASA.

John Nicoletti, amigo de Yeager, disse à CNN que Yeager passou por alguns desafios físicos nos últimos anos e teve uma queda que levou a complicações e outros problemas devido à sua idade.

O homem mais rápido do mundo em vida:

O motivo de Yeager ter sido considerado o homem mais rápido, aconteceu em 1947, quando o piloto norte-americano entrou em um Bell X-1 e foi lançado de um B-29, seu feito principal foi a quebra da barreira do som em voo reto nivelado.

O dia era 14 de outubro de 1947, Yeager sentou no apertado cockpit do avião-foguete X-1 e de lá decolou carregado pelo clássico bombardeiro B-29.


Bell X-1A de baixo de um clássico bombardeiro B-29- Foto: USAF

Após chegar na altitude de lançamento, o Bell X-1A de Yeager foi lançado e começou a cair rapidamente, foi quando Chuck ascendeu os quatro foguetes propulsores de sia aeronave e iniciou uma subida para o nível 360 (36.000 pés). Ao chegar a este altitude, Yeager, reduziu a velocidade para economizar combustível e chegou tranquilamente até os 40.000 pés.

Ao chegar na altitude desejada, o veterano de guerra colocou todos seus motores em potência máxima e o indicador de Mach começou a subir de 0,90 até 1,00. Naquele momento o piloto já havia quebrado recorde.

B-29 lançando o Bell X-1 de Yeager- Foto USAF

No entanto, Yeager conseguiu chegar até Mach 1,06, antes de iniciar os procedimentos de pouso.

O jato Bell X-1A de Chuck Yeager pousou sem problemas na Base da Força Aérea do Exército Muroc, Muroc Dry Lake Bed, Condado de Kern, Califórnia. Um detalhe no pouso é que o combustível havia acabado, mas isso já era esperado.

Após a conclusão deste feito, Chuck Yeager, já havia se consagrado na história da aviação norte-americana, mas sua história reserva outros grandes feitos.

Voos durante a 2º Guerra Mundial.

Antes mesmo de subir em um jato e quebrar a barreira do som pela primeira vez em voo reto nivelado, o então piloto da USAAF, vou durante o maior conflito da humanidade, a 2º Guerra Mundial.

Em seu P-51 Mustang ele duelo contra três Luftwaffe Focke-Wulf Fw-190 que atacaram o Mustang de Chuck e conseguiram abatê-lo, no entanto, o aviador conseguiu saltar de paraquedas e cair em uma região próximo a resistência francesa. Chuck foi resgatado e teve seus ferimentos cuidados, quando chegou a sua base aérea queria voar novamente.

A autorização para retornar aos voo foi dada pelo próprio General Dwight D. Eisenhower, já em meados de 1944.

Chuck Yeager com seu P-51 Mustang, cujo o nome Glamorous Glennis, é de sua esposa- Foto: Smithsonian Air & Space Museum

A autorização para retornar aos voos foi dada pelo próprio General Dwight D. Eisenhower, já em meados de 1944.

Na sua volta à ativa Yeager conseguiu fazer incríveis feitos, a começar pelo abate de cinco aviões alemães em um único dia, ganhado assim o título de Ás, no entanto, seus abates não terminaram por aí.

O final da 2º Guerra foi o palco do jato alemão Me-262, o primeiro jato a ser usado em combates com maior eficácia. 

Entretanto, mesmo com o ganho de velocidade, o jato foi abatido algumas vezes por outras aeronaves e o lendário Yeager foi um dos pilotos que havia conseguido abater o Me-262 a partir do clássico P-51 Mustang. Ao todo foram três Me 262 que entraram pra lista de Yeager.

Vida Chuck Yeager após seus feitos:

Depois dos feitos na 2º guerra e o grande feito do voo supersônico em 1947, feito esse que ficou em segredo até 1948. O aviador Chuck Yeager ficou famoso e ganhou várias premiações dentro e fora do meio militar. 

O militar também ganhou muito destaque na mídia e de várias entrevistas, além de participar de programas de televisão.

Presidente Ronald Reagan entrega a Medalha Presidencial da Liberdade, o maior prêmio civil do país, a Chuck Yeager

Sua jornada como militar acabou em 1975, quando ele se aposentou. Contudo, ele não parou de voar e mesmo depois desde ano ainda voou algumas aeronaves da USAF.

Inclusive um voo marcante aconteceu em 2012, quando Chuck Yeager com seus 89, voou em um poderoso caça F-15 da USAF, veja como foi esse momento no vídeo abaixo.

O último registro de Check Yeager em público foi em 2019 (foto abaixo). A importância de Chuck Yeager não é conhecida apenas nos EUA. Seus feitos incríveis alimentaram a história da aviação e com certeza ajudaram a aviação em vários sentidos.

Chuck Yeager em 2019- Foto: Via AVWeb

“Existem pilotos antigos, e existem pilotos corajosos, mas não há pilotos antigos ousados”. Chuck Yeager (1923-2020).

 

DEIXE UMA RESPOSTA