Aeroporto de Divinópolis
Foto: Prefeitura de Divinópolis

A Prefeitura de Divinópolis, pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo (Semdes), informou ontem (30/5) que não houve interessados na licitação para empresa especializada para desenvolver projeto executivo e execução da obra de adequação de Resa (área de segurança de fim de pista) na cabeceira 35 da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Brigadeiro Antônio Cabral (SNDV).

O certame, referente ao PL nº 134/2022, RDC nº 013/2022, foi realizado na sexta-feira (27/5) por meio de sessão pública eletronicamente realizada no website http://www.licitacoes-e.com.br e foi declarado deserto, quando empresas interessadas não se apresentam para realizar o trabalho.

O trâmite ocorreu pela segunda vez, dado que na terça-feira (24/5) não houve empresa participante (processo deserto). O próximo passo será buscar o parecer de órgãos de controle sobre nova tentativa de celebrar contrato.

A obra no Aeroporto integra o projeto para reforma e melhoria nas condições de navegação, que ampliará a segurança aeroportuária, e está contemplada no Termo de Compromisso 03/2020, já aprovado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).

A Resa é a área simétrica estendida ao fim da pista de pouso e decolagem, e a principal finalidade é reduzir o risco de danos à aeronave que realize o toque antes de alcançar a cabeceira ou o risco de ultrapassar os limites ao fim da pista.

 

 

Com informações da Prefeitura de Divinópolis (MG).