NASA Helicóptero Ingenuity Marte
Foto: NASA/JPL

O pequeno helicóptero autônomo transportado ao Planeta Vermelho pelo Rover Perseverance está fazendo sucesso pela sua confiabilidade. A NASA está programou para a próxima semana o 6º voo da aeronave em Marte.

“O plano de voo do Ingenuity começa com o helicóptero subindo a 33 pés (10 metros), em seguida, rumo ao sudoeste por cerca de 492 pés (150 metros)”, disse a NASA através do Jet Propulsion Laboratory (JPL).

“Quando atingir essa distância, a aeronave começará a adquirir imagens coloridas de uma área de interesse conforme voa para o sul, por cerca de 50-66 pés (15-20 metros)”, acrescentaram. “Imagens em 3D das ondulações de areia e rochas brilhantes no local ajudarão a demonstrar o valor de uma perspectiva aérea para missões futuras. Depois de concluir sua coleta de imagens, o Ingenuity voará cerca de 164 pés (50 metros) a nordeste, onde tocará em sua nova base de operações (conhecida como ‘Campo C’).”

NASA Helicóptero Ingenuity NASA
Foto: NASA/JPL

O Ingenuity deve alcançar uma velocidade máxima de 15 km/h durante o voo, que vai durar cerca de 140 segundos. Estes serão novos recordes para o pequeno helicóptero, que já atingiu uma velocidade de voo de 13 km/h, durante 117 segundos no ar rarefeito de Marte.

O que impressiona em todas essas missões é a resistência do pequeno helicóptero Ingenuity. Ele está conseguindo resistir à poeira, radiação e atmosfera diferente de Marte, e pode realizar ainda mais voos.

NASA Helicóptero Ingenuity
Ingenuity Mars Helicopter- Foto: NASA

A primeira aeronave a voar em Marte tem propulsão totalmente elétrica, alimentada por algumas baterias e um painel solar de pequenas dimensões. O Ingenuity tem 49 centímetros de altura e 1,8 kg de peso total.

Não há instrumentos de pesquisa nesse helicóptero, porém, a NASA aproveitou o pequeno veículo para testar a possibilidade de usar componentes mais simples em missões importantes, como peças de smartphones.

O Planeta Vermelho tem uma gravidade significativamente menor, um terço da registrada na Terra, e uma atmosfera extremamente rarefeita, com apenas 1% da pressão do ar na superfície em comparação com o nosso planeta.

A menor quantidade de ar disponível foi colocado pela NASA como um desafio, visto que aeronaves à hélice precisam do mesmo para gerar propulsão e sustentação.

O uso de aeronaves em Marte pode contribuir com mais estudos sobre as camadas atmosféricas, bem como o comportamento da mesma dependendo da altitude. O Ingenuity é um avanço tecnológico e científico ao mesmo tempo para a NASA.

 

Via: NASA