Foto: Oliver Roesler - Lufthansa

(Reuters) – As conversas sobre um resgate estatal de 9 bilhões de euros da Lufthansa atingiram um impasse e continuarão no fim de semana, informou um jornal alemão nesta sexta-feira.

A questão envolve uma demanda do governo de que a Lufthansa aceite a entrega de todos os aviões que encomendou da Airbus, impondo um significativo ônus financeiro para a companhia aérea, relatou o jornal Handelsblatt, citando fontes não identificadas.

Os aviões custarão à empresa mais de 5 bilhões de euros nos próximos três a quatro anos, o que o Handelsblatt disse que tornaria praticamente impossível a recuperação da companhia aérea.
 

A disputa significa que haverá um novo atraso no pacote de resgate. Uma reunião do conselho de supervisão da Lufthansa, que deveria discutir os termos nesta sexta-feira, foi adiada para segunda-feira, informou a reportagem.

Uma porta-voz do governo alemão, quando questionada sobre a reportagem, disse que não havia atualizações sobre o assunto. A Lufthansa nesta sexta-feira também se recusou a comentar o status das negociações.
 

A Lufthansa, que tenta resistir ao impacto da pandemia de coronavírus, disse na quinta-feira que estava em negociações avançadas que levariam a Alemanha a deter participação de 20% da empresa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA