Em uma crise financeira e buscando a reestruturação até mesmo da matriz, o diretor financeiro da Norwegian Air Shuttle afirmou que as operações da filial argentina da Norwegian correm um sério risco.

De acordo com Geir Karlsen, responsável por financeiro da Air Shuttle, que trabalha com voos de baixa tarifa, a filial da Argentina tem até agosto para demonstrar uma boa rentabilidade para a matriz, ao contrário, as operações serão encerradas no mesmo mês.

O diretor financeiro ainda ressaltou que desde o início das operações domésticas, no final de 2018, os resultados estão abaixo do esperado, algo que está sendo ainda mais dificultado pelos crescentes problemas econômicos do país.

A concorrente FlyBondi, também novata no mercado argentino, anunciou nos últimos dias o cancelamento de rotas, como os voos entre o Aeroporto El Palomar, em Buenos Aires, e o Aeroporto de Bahía Blanca. A companhia alegou que o resultado da rota era menor do que as metas da companhia.

As dificuldades das duas low costs argentinas podem apontar também a possível retração do mercado, ou a dificuldade de competir diretamente com a estatal Aerolíneas Argentinas.