ATL-100 nas cores da Força Aérea Brasileira. Imagem: Desaer.

O turboélice ATL-100 da Desaer deve ser lançado até o final de 2023, com as primeiras entregas ao cliente ocorrendo a partir de 2026. A fabricante brasileira composta de ex-funcionários da Embraer fechou parceria com a portuguesa Ceiia (Centro de Engenharia e Desenvolvimento). De acordo com o Canaltech, o modelo já tem encomendas fechadas. 

Segundo a Desaer e sua parceira, a empresa portuguesa de aviação e tecnologia Ceiia, o ATL-100 é um projeto com baixo custo de desenvolvimento, mas tão eficiente quanto seus concorrentes mais próximos, o Viking Air DHC-6 Twin Otter, o Let L-410 e o Dornier 228. O modelo oferecerá 1.600 quilômetros de autonomia e uma velocidade de cruzeiro de 430 km/h, além do peso máximo de decolagem de 8.600 kg e da capacidade de operar em pistas sem pavimentação adequada.

Veja mais: Embraer estuda projeto de drone e de avião militar híbrido-elétrico

Imagem: Desaer.

Com números como esses, a Desaer pode configurar a aeronave de diferentes maneiras, afirma o portal. Estritamente para passageiros, com espaço para 19 ocupantes; cargueiro, sendo capaz de levar três contêineres padrão de 159ft³ cada um; e, por fim, uma configuração para incursões militares, com todo o aparato para paraquedismo, por exemplo. Nesse modelo, o ATL-100 pode levar 12 ocupantes. 

joint-venture Desaer e Ceiia também revelou que já existem algumas intenções de compra do ATL-100, com empresas uruguaias e brasileiras entre as compradoras. 

DEIXE UMA RESPOSTA