Mesmo em um cenário onde aviação militar está se enquadrando na 5º geração, para os caças, e algumas nações já caminhando para a 6º, os Estados Unidos ainda estão apostando em um caça de 4º geração, o F-15.

A nova versão do clássico caça norte-americano, que no momento está sendo somente planejada, será denominada de F-15X e contará com uma gama nova de armamentos, controles de voo, visores no cockpit modernos e um radar mais potente, o que no cenário de aviação militar atual é fundamental. O suporte para até 20 mísseis é um chamativo do novo modelo, além de ter tecnologia Stealth.

Além caro da USAF, a expectativa da Boeing é a venda do F-15X para fora dos EUA, e uma nação no velho continente que pode adquirir a nova versão do Eagle é a Luftwaffe (Força Aérea da Alemanha), que já está planejando a aposentadoria dos caças Panavia Tornado.

O F-15 é um caça desenvolvido durante a década de 70 e entrou em serviço na USAF na década seguinte, o caça ficou conhecido pela potência, velocidade e por ter uma boa superioridade aérea. Na época no qual foi lançado o intuito era concorrer com os melhores caças da ex-URSS, como outro lendário caça que é MiG-29.

Diversas atualizações do F-15 foram criadas, a última foi o lançamento do F-15E Strike Eagle. As várias versões do caça comprovam que, assim como o F-16, é possível concorrer com as novas plataformas usando projetos de 1980 atualizados, com as novas tecnologias.