Concepção artística de como seria o F/A-XX na versão tripulada e não tripulada- Foto: Autor desconhecido

Os caças F-35B e C ainda nem foram totalmente implantados nas operações dos USCM e da US Navy, e o comando da Marinha dos EUA (US Navy) já está pensando no próximo caça que vai compor a mais poderosa força naval do globo, trata-se do F/A-XX.

O novo caça deve estrar em operação a partir de 2030.

O objetivo do F/A-XX é substituir os atuais caças F/A-18 Super Hornet, que compõem uma boa parcela da força aeronaval norte-americana. Vale ressaltar que os planos da US Navy se divergem um pouco dos futuros planos da USAF.

Lockheed Martin F-35C. Foto: Us Navy

Sobre a USAF sabemos que no futuro alguma aeronave vai substituir o famoso F-22 Raptor, a aeronave de estreia da 5º geração a ser introduzida dentro da USAF. Atualmente os EUA têm 195 unidades do temido caça, que com certeza já fez história dentro do cenário da aviação em nível global.

Ainda não é possível saber qual a aeronave que ficará no lugar do Raptor, mas ele faz parte do Next-Generation Air Dominance (um programa sob comando da USAF já trabalhando no futuro da força aérea), um pedido de US$ 3,8 bilhões para o NGAD já foi realizado.

Já a US Navy pensa diferente da USAF que tem como foco absoluto a indiscrição, ou seja entrar em território inimigo sem a identificação. A Marinha tem como terá como foco a utilização de mísseis para missões de penetração profunda, ou entregar as missões inteiramente para a Força Aérea. Além de que os F/A-XX poderão compartilhar dados com o F-35C, que também será usado no futuro pela US Navy.

Os caças F-35 de ambas as versões já estão ganhado espaço dentro das forças específicas nos EUA e fora dele, o caça tem um bom desempenho de vendas internacionais. A fabricante do caça, Lockheed Martin, está pensando no futuro, e já apresentou um novo míssil que será usado nos caças de 5ª geração.

F-35B Lightning II Joint Strike Fighter- Foto: Us Navy Twitter

Como já dito, o cenário atual da Marinha no convés de voo dos porta-aviões é com os caças F/A-18E-F Super Hornet, que aos poucos (mas ainda em longo prazo), serão substituídos pelos F-35C que diferente das versões A e B.

Existe a versão B que pode decolar e pousar verticalmente (STOV), esse de uma parcela ainda mais específica dentro da US Navy.