T-7A Red Hawk- Foto: Boeing

O novo jato de treino avançado da USAF, o T-7A Red Hawk, fez testes alta velocidade e baixa altitude.

“Nossa aeronave de teste concluiu com êxito os testes em alta velocidade e baixa altitude, atingindo 901 km/h a apenas 45,7 metros do solo”, informou a Boeing.

O jato treinador é um projeto em parceria entre a fabricante norte-americana Boeing com a sueca SAAB. Uma das características da aeronave é sua tecnologia que já introduz o jovens pilotos a um cenário moderno que é muito comum em caças de 5º geração operados pela U.S Airforce, que são o F-22 Raptor e o F-35A.

O custo é de US$ 9,2 bilhões, esse valor envolve 351 jatos T-7A, além de 46 simuladores de voo, bem como demais equipamentos de apoio. Os novos jatos de cauda dupla irão substituir os 57 jatos T-38C Talon que cumprem a instrução aos futuros pilotos de caça da USAF.

O T-7A também foi pivô de uma homenagem aos pilotos negros que pilotaram caças P-51 na Segunda Guerra, esse esquadrão de pilotos negros, ficou conhecido como “Caudas Vermelhas”.


 

Fonte: Defense Blog/ Edição: Aeroflap