ATR
Foto: ATR/Divulgação

A ATR e a Pratt & Whitney apresentaram hoje (15/11) conjuntamente os novos motores PW127XT-M, que vão equipar as aeronaves ATR 42 e 72 em breve.

A nova série de motores apresenta os mais recentes materiais e tecnologias disponíveis no mercado, permitindo mais eficiência no consumo de combustível e maiores tempos de manutenção, como divulgamos anteriormente.

O novo motor consome 3% a menos de querosene, disse a P&W Canada, na comparação com a motorização disponível anteriormente. E os custos operacionais devem diminuir em 20%, visto que a P&W conseguiu estender o prazo de revisão em 40%, para 20000 horas de voo.

A maior eficiência de combustível foi atingida com a utilização de novos bicos injetores de querosene no motor turboélice. Além disso, a propulsão está alinhada com o futuro, ao aceitar biocombustível em uma mistura de até 50% com o tradicional Querosene de Aviação.

Além do aumento da autonomia da aeronave, da diminuição do custo com combustível, o maior prazo entre as revisões aumenta o período de disponibilidade da aeronave para as companhias aéreas.

Até à data, a ATR recebeu o interesse de várias companhias aéreas para a atualização, incluindo a Air Corsica, cliente de lançamento desta nova série de motores.

A ATR disse que não haverá mudança significativa de desempenho para as suas aeronaves, exceto pela maior economia de combustível e autonomia de voo.

No Brasil mais de 40 aviões da ATR estão realizando voos neste momento. A Azul e a VoePass (Passaredo + MAP) utilizam a aeronave em suas operações regionais.

DEIXE UMA RESPOSTA