As próximas atualizações da Força Aérea dos EUA VC-25A, também conhecida como Air Force One, não é um projeto barato.

Hoje foi revelado que apenas os manuais custarão à Força Aérea dos EUA mais de US$ 80 milhões!  Embora isso seja uma fração do custo total do projeto de US$ 5 bilhões, ainda é muito para um conjunto de manuais.

Se tornaria este o livro mais caro do mundo?

Possivelmente. Segundo dados da Wikipedia, o livro real mais caro já vendido foi o Códice Leicester de Leonardo Da Vinci, comprado por Bill Gates em 1994 por US$ 30,8 milhões. Ajustado pela inflação, valia cerca de US$ 53,1 milhões na época.

Embora possa parecer insano que um livro sobre como operar um avião possa custar muito, há razões para que esses manuais de combate sejam tão caros.

A Força Aérea dos EUA está pronta para substituir suas antigas aeronaves VC-25, popularmente conhecidas como Air Force One (mas apenas quando o Presidente estiver a bordo). 

Para assumir esse papel vital, a Força Aérea está comprando um par de aviões Boeing 747-8i modificados, conhecidos como VC-25B. Essas duas aeronaves já foram propriedade da agora extinta companhia aérea russa Transaero.


Embora exista um número razoável de aviões 747-8 em operação em todo o mundo, cerca de 47, a Força Aérea não pode apenas adquirir um manual padrão para esses aviões de missões especiais, e com diversas alterações. Os VC-25Bs serão únicos em comparação com seus irmãos comerciais, e isso é parte do motivo pelo qual o manual de voo custa tanto.

Especificamente, os novos VC-25 serão equipados com algumas das medidas mais avançadas de defesa conhecidas no mundo. Isso inclui fuselagens mais rígidas, capazes de sobreviver a pulsos eletromagnéticos causados ​​por detonações de ogivas nucleares. As comunicações, é claro, serão altamente protegidas. 

Além de todos os confortos luxuosos a bordo, os novos Air Force One serão equipados com controles ambientais especializados para proteger as pessoas e os equipamentos avançados a bordo do avião.

Além das características físicas do VC-25, é provável que essas aeronaves sejam capazes de fazer coisas que você nunca saberia que um 747 poderia fazer. O Drive sugere que isso inclua decolagem e pouso íngremes, manobras evasivas exclusivas para evitar ataques e muito mais.

Finalmente, a natureza do projeto significa que o conjunto de manuais para os dois VC-25 será produzido em total sigilo. Isso significa que tudo, desde o design até o conteúdo e a impressão, atrairia altos custos adicionais, além do que normalmente ocorre na produção manual de aeronaves.

Os dois 747 estão custando US$ 4,7 bilhões, o que os torna os aviões mais caros já construídos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA