Embraer E175 Oman Air
Foto: Embraer

A Oman Air, companhia aérea do Oriente Médio, devolveu após dois anos da aposentadoria seus Embraer E175. Ao todo, a empresa operou quatro aeronaves ao longo de quase dez anos.

O primeiro Embraer E175 chegou em março de 2011, configurado para transportar 11 passageiros na Executiva e 60 na Econômica. A empresa recebeu os primeiros dois aviões ainda em 2011 e o restante no ano seguinte.

Os jatos brasileiros foram importantes para a ampliação da empresa nos últimos anos, mesmo com uma capacidade menor. A encomenda da Oman Air para os jatos da Embraer foram firmadas durante o Dubai Air Show de 2009.

“Os E-Jets têm sido um tremendo sucesso na região. Eles estão transformando as redes e trazendo melhor acessibilidade aos passageiros e maior eficiência às companhias aéreas. O que me impressiona é como todos os nossos clientes do Oriente Médio fizeram a transição de operadoras orientadas para a operação para companhias aéreas focadas no mercado.”

“Eu realmente acredito que isso não teria sido possível sem a adição de E-Jets às suas frotas, e isso os torna mais bem posicionados para o futuro.” Disse José Luis Molina, Vice de Aviação Comercial da Embraer a época. 

Por outro lado, a companhia aérea do Oriente Médio está trazendo novos Boeings 737 MAX para compor a frota e ocupar o espaço deixado pelos jatos da Embraer. 

A Oman Air firmou compromissos com a CDB Aviation para cinco novas aeronaves Boeing 737 MAX 8 no começo desse ano.

 

 

Com informações da Simple Flying.