Foto - Boeing/Reprodução

(Reuters) – A Organização Mundial do Comércio (OMC) informou nesta quinta-feira que os Estados Unidos ignoraram um pedido para retirar os incentivos fiscais subsidiados concedidos à Boeing em Washington, à medida que essa disputa comercial transatlântica, que já dura 15 anos, se aproxima de sanções recíprocas.

A União Europeia (UE) disse que a decisão da OMC confirmou as alegações de que a Boeing continuava a receber subsídios considerados ilegais, mas os Estados Unidos disseram que apenas uma medida, uma redução de impostos no valor de cerca de 100 milhões dólares por ano, violava as regras.

Em 2018 a OMC deu uma decisão favorável à Boeing, em relação a um processo que corria há anos sobre subsídios na Airbus, um outro processo contra o Estado de Washington (este da matéria) foi adiado e sua votação ocorreu recentemente.

 

Veja mais:

OMC dá decisão favorável à Boeing em processo contra a Airbus

DEIXE UMA RESPOSTA