Operações do Aeroporto Carlos Prates podem ser transferidas para outro local

Aeroporto Carlos Prates
Aeroporto Carlos Prates. Foto - Governo de Minas Gerais/Reprodução

O Governo de Minas Gerais está estudando uma transferência das operações do Aeroporto Carlos Prates, em Belo Horizonte, para o Aeroporto da Pampulha, na mesma cidade.

A proposta estava sendo estudada pela Câmara Legislativa da cidade de Belo Horizonte desde o final de 2019. Contudo, o ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas ressaltou essa possibilidade em uma reunião com deputados federais de MG, nesta última quarta-feira (02).

O governo quer simplificar as operações, e aproveitar a estrutura ociosa do Aeroporto da Pampulha para também receber a aviação geral. Com isso Carlos Prates seria totalmente desativado, e a área liberada para a Secretaria de Patrimônio da União.

Contudo, a transferência cria desafios extras. Os hangares do Carlos Prates precisam ser transferidos para o Aeroporto da Pampulha, incluindo as instalações do Aeroclube do Estado de Minas Gerais.

Além disso, o Governo Federal precisa negociar com o Governo de Minas Gerais, que administra Pampulha, a transferência. E ainda, há uma negociação com os antigos donos do terreno onde o Aeroporto Carlos Prates está localizado.

“Com relação ao Aeroporto Carlos Prates, ele estava inicialmente previsto na concessão, mas os mais atentos devem ter percebido, pela minha fala, não citei o aeroporto. Por quê? Porque ele não será concedido. O que a gente vai fazer é transferir as operações do Carlos Prates para outros aeroportos, e aí, notadamente, a Pampulha, podemos discutir a questão Betim. A ideia é fechar Carlos Prates. É isso que está programado: a devolução da área (do Carlos Prates) para a Secretaria de Patrimônio da União, e aí a destinação, que pode ser para a prefeitura, para que algum projeto de interesse da sociedade seja realizado naquele espaço”, disse Tarcísio Freitas.

A mesma simplificação foi realizada ontem em Belém, transferindo as operações do Aeroporto Brigadeiro Protásio para o Val-de-Cans.


 

Você pode ver a reunião do ministro no vídeo abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA