Lockheed/Divulgação.

Em entrevista realizada na última quinta-feira (16), o Secretário de Defesa das Filipinas Delfin Lorenzana afirmou que o orçamento alocado para o Programa Multirole Fighter (MRF) só permite a aquisição de dois caças Lockheed Martin F-16V Viper Block 70/72. Com o mesmo montante, o país pode adquirir seis caças Saab Gripen E.

Ainda em junho, Lorenzana afirmou que os F-16 Block 70/72 oferecidos pelos Estados Unidos eram caros demais. No mesmo mês, o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de 12 caças ao Governo Filipino, bem como mísseis ar-ar e antinavio.

Dessa forma, as chances do Saab Gripen se tornar o novo caça da Força Aérea Filipina crescem ainda mais. “Por enquanto, é muito improvável que sejamos capazes de adquirir os F-16s, pois nosso orçamento para (o projeto MRF) só nos permitirá adquirir dois (se prosseguirmos). E se decidirmos adquirir o Gripen, fabricado na Suécia, podemos obter seis”, disse Lorenzana em uma coletiva de imprensa online.

Um par de jatos JAS-39E da Força Aérea Brasileira e da Força Aérea Sueca. Foto: Saab.

A Philippine News Agency destaca que as fabricantes normalmente não anunciam os preços de seus caças, mas sabe-se que os F-16V custam entre US$ 12 milhões (cerca de PHP598 milhões) e US$ 35 milhões (cerca de PHP1. 7 bilhão) cada, dependendo de sua configuração.

Veja mais: Novos Gripens da FAB estão prontos e serão enviados ao Brasil em novembro

Assim, ele explica que a única maneira de as Filipinas adquirirem caças F-16 é por meio de um “esquema de financiamento” favorável dos EUA. Se isso não acontecer, as Filipinas não têm escolha a não ser examinar os caças Gripen, diz ele. 

Lorenzana fez esse comentário quando questionado se o caça F-16 é a principal escolha para o Programa MRF do país, depois que fotos dele experimentando o simulador do F-16V, durante sua visita aos Estados Unidos na semana passada, apareceram nas redes sociais.

Lorenzana experimentando o simulador do F-16V Block 70/72.

“Os americanos sabem de nossa razão e porque ainda estamos procurando outros (fabricantes de aeronaves)”, disse o Secretário. No entanto, Lorenzana também admite que o F-16 é uma aeronave muito boa, afirmando que mesmo pilotos novos ou novatos podem operar e pousar com segurança após algumas instruções, conforme comprovado por sua experiência no simulador da aeronave.

O MRF faz parte do Programa de Modernização das Forças Armadas das Filipinas, chamado Horizonte Dois, previsto para 2018 a 2022, visando a aquisição de mais equipamentos de defesa. Qualquer aeronave que for selecionada deve ser capaz de se integrar aos sistemas de radar existentes que têm um alcance de cerca de 250 milhas náuticas (cerca de 463 quilômetros). 

KAI FA-50PH. Autor Desconhecido.

Espera-se que esses os caças propostos aumentem a frota existente de 12 aeronaves FA-50PH. Adquiridos entre 2005 e 2017, os FA-50 sul-coreanos são os primeiros caças supersônicos da PAF desde a aposentadoria dos F-5E/F Tiger II. 

DEIXE UMA RESPOSTA