Foto - Divulgação

Em cerca de uma semana mais um avião Boeing 737 da Qantas ficou danificado após uma colisão com um carregador de bagagem. Este foi o segundo incidente em solo em dois dias envolvendo uma aeronave da companhia.

O Boeing 737-800 de matrícula VH-VZH, sofreu leves danos na fuselagem e já está operando voos novamente. Enquanto o primeiro incidente, do dia 26 de maio ocorreu no Aeroporto de Perth, este ocorreu no dia 28 de maio no Aeroporto de Darwin. Os dois são aeroportos australianos.

Apesar da aeronave não sofrer danos este novo incidente, causado novamente por um erro das operações em solo, liga um alerta para a Qantas checar a qualidade das empresas terceirizadas que prestam serviço à companhia.

De acordo com o Transport Worker Union (TWU) da Austrália, ambos os incidentes ocorreram porque todas as operações terrestres da Qantas foram terceirizadas, já que a companhia aérea reduziu os custos devido à pandemia em andamento. O sindicato está agora pedindo uma investigação de segurança nas operações terrestres da Qantas, uma vez que alega que a Qantas violou os requisitos de segurança. 

 

Via: Aerotime