O Santo Padre uniu hoje um casal por meio do sacramento do matrimônio a bordo do voo da LATAM número LA 1250.

O fato histórico aconteceu durante o trajeto entre as cidades chilenas Santiago e Iquique, sob o testemunho de Ignacio Cueto, presidente do Conselho de Administração do Grupo LATAM, e do Monsenhor Mauricio Rueda, ambos parte da comitiva que acompanhava o Papa Francisco.

Os noivos eram tripulantes do voo e casados apenas no civil. Ao se aproximar do Papa, pediram uma benção. “Nos aproximamos do Santo Padre para pedir uma benção. Depois de uma conversa íntima entre nós três, ele se ofereceu para realizar o casamento”, diz Carlos Ciuffardi Elorriaga, o noivo.

Paula Podest Ruiz e Carlos Ciuffardi Elorriaga, ambos chefes de tripulação da LATAM e “Líderes de Serviço” –  reconhecimento máximo que a companhia oferece aos seus colaboradores –  casaram-se em 2010. A intenção deles era oficializar a união também na Igreja, mas o terremoto de 2010 ocorrido no Chile afetou as instalações do local em que aconteceria a cerimônia e, então, o casal decidiu por postergar o casamento.

“Sempre quisemos casar na Igreja. Era algo que estava pendente, mas jamais pensávamos que que o celebrante seria o Papa. Recebemos o melhor presente de casamento, somos muito sortudos”, afirma a noiva Paula. O casal está na LATAM há dez anos e foi selecionado pela companhia para acompanhar o Sumo Pontífice em sua trajetória pelo Chile. 

“Estamos muito felizes de testemunhar este matrimônio realizado pelo Santo Padre a bordo de nosso avião. Carlos e Paula são parte da família LATAM e foram escolhidos para acompanhar o Sumo Pontífice e sua comitiva pelo seu impecável desempenho e trajetória e também por representarem os valores da companhia. Desejamos o melhor para o futuro do casal”, afirmou Ignacio Cueto, presidente do Conselho de Administração do Grupo LATAM Airlines. 

A LATAM é a transportadora oficial do Papa Francisco em sua primeira viagem ao Chile e Peru.