J-10C taxi
Chengdu J-10C. Foto via China Miltary.

O Governo do Paquistão confirmou a aquisição de 25 caças chineses Chengdu J-10C, confirmando rumores que surgiram em meados deste ano. O fato foi confirmado pelo Ministro do Interior, Sheikh Rashid Ahmed, na quarta-feira (29).

Falando a repórteres durante uma entrevista coletiva, Ahmed confirmou que 25 caças J-10 fabricados na China participarão de um sobrevoo na capital Islamabad no dia 23 de março do próximo ano. Contudo, o Ministro também errou o nome da aeronave, se referindo ao J-10C como JS-10 em seu discurso. 

Ahmed também disse que a compra é uma resposta aos 36 caças franceses Dassault Rafale adquiridos pela Índia. Os dois países tem uma disputa histórica e já se enfrentaram  no passado. Apesar das palavras de Ahmed, o Governo do Paquistão não publicou nenhuma nota até o momento. 

No Twitter, um perfil também divulgou imagens de março/abril mostrando exatamente 25 novos J-10C no pátio da planta da fabricante Chengdu, na província chinesa de Sichuan.

Ao mesmo tempo, a aquisição também é criticada pela oposição. O Senador Afnan Ullah Khan afirmou em suas mídias sociais que o J-10C não é tão bom quanto o Rafale, reforçando que o dinheiro deveria ser investido no JF-17. 

Atualmente, a Força Aérea Paquistanesa (PAF) possui 75 caças F-16 Fighting Falcon, 141 F-7/FT-7 Airguard (versão chinesa do MiG-21), 134 JF-17A/B Thunder e 179 jatos Mirage III/V modernizados sob o Programa ROSE. 

O J-10C é um caça multifunção de 4.5 Geração, sendo a versão mais nova, avançada e capaz do delta-canard J-10. A aeronave incorpora o motor chinês Shenyang WS-10B — que substitui o Saturn AL-31 russo usado nas variantes anteriores — radar AESA, e compatibilidade com os mísseis ar-ar PL-10 e PL-15. 

J-10C mísseis
J-10C carregando dois mísseis ar-ar PL-10 e quatro PL-12B (em cabides duplos) durante um exercício no sul da China em maio de 2020. Foto: Xie Zhongwu/China Military

O J-10 teria sido desenvolvido a partir do IAI Lavi, um caça israelense baseado no F-16A dos Estados Unidos. Hoje, mais de 460 aviões das variantes J-10A, S, B e C estão em serviço na Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLAAF) da China. 

J-10C

DEIXE UMA RESPOSTA