Caça chinês J-10. Foto: China Military.

A Força Aérea do Paquistão estaria analisando a possibilidade de adquirir caças chineses J-10C para substituir seus Mirage III. A informação ganhou força depois que a imagem de uma maquete de um J-10C nas cores da força aérea paquistanesa começou a circular na internet.

De fato, apenas uma imagem da maquete não é comprovação nada, mas como a maquete está no 7º Esquadrão de Tático de Ataque “Bandis”, isso pode ser um indício.

Além disso, alguns acontecimentos do passado e presente essa questão dos J-10C pode acontecer.

Caças Mirage III do Paquistão- Foto: PAF

A primeira delas é com a vizinha Índia, que não tem boas relações com o Paquistão. A Índia está adquirindo caças Rafales, Mig-29 e o HAL Tejas e isso pode ser uma preocupação para que a força aérea paquistaneses se arme ainda mais.

O segundo é que em um passado não tão distante o Paquistão já havia demonstrado um certo interesse pela aquisição do caça chinês. Agora com todo esse cenário as negociações poderiam estar sendo reestabelecidas.

Caso essa substituição acontença seria o fim de um grande clássico da aviação militar, isso devido o Paquistão ser o último operador do modelo no mundo. O clássico delta francês já fez parte de várias forças aéreas, como Israel Argentina, bem como o Brasil.

F-103/Mirage III- A aeronave está estática em frente ao HFAB ( Hospital da Força Aérea)- Foto André Magalhães

O Brasil foi um grande oeperador do caça, a aeronave que abriru a era supersônica no país, chegou em 1972 e operou até 2005 sob coodernação do 1º GDA, em Anapólis-GO.