Um incidente em solo envolvendo um caça F-16AM Fighting Falcon do Componente Aéreo Belga na na base da Força Aérea Holandesa de Leeuwarden ocorreu na manhã desta quinta-feira (01). Em comunicado, a Força Aérea Holandesa (KLu) informou que, após o acionamento do motor, inesperadamente o caça começou a se mover. O piloto ejetou e a aeronave descontrolada colidiu com um prédio. 

Segundo o NL Times, o incidente foi relatado pela primeira vez aos serviços de emergência às 9h22 e a situação foi imediatamente elevada para Grip 1, o que significa que todos os serviços de emergência no local se reportam a um único oficial comandante.

“Estávamos na colina dos observadores em Marsum”, disse um plane spotter local ao  Leeuwarder Courant. “De repente, ouvimos muito barulho. E naquele momento eu vi a cauda de um F-16 rolando sobre a plataforma em uma velocidade bastante alta. Um momento depois, uma chama saiu, provavelmente por causa daquele assento ejetável.”

O portal Fighter Jets World afirma que a aeronave envolvida tem a matrícula FA130 (msn 6H-130), pertence à 2ª Ala da Base Aérea de Florennes, que abriga dois esquadrões de F-16AM/BM, o Chardon e Ambiorix. 

A Base de Leeuwarden já é a sede dos F-16 holandeses há décadas. Na terça-feira (29) o Ministério da Defesa da Holanda anunciou a venda de 12 caças F-16A MLU para a Draken International, uma empresa privada dos EUA. Aos poucos os jatos da KLu vão chegando ao fim de sua vida útil, são aposentados e dão lugar aos novos F-35A Lightning II. 

DEIXE UMA RESPOSTA