F/A-18 E Super Hornet Marinha dos EUA
Boeing F/A-18E Super Hornet. Foto: Petty Officer 1st Class David Mercil/Marinha dos EUA.

Um piloto da Marinha dos EUA morreu em um acidente com um avião de caça F/A-18 Super Hornet na tarde de sexta-feira (03). O jato supersônico caiu na região de Trona, no sul da Califórnia, por volta das 14h30 (horário local). 

Em comunicado, a Marinha disse que o caça, um F/A-18E, caiu numa região desabitada. Ninguém se feriu em solo. Bombeiros e forças de segurança da Estação de Armas Aéreas Navais de China Lake foram enviados para o local do acidente. 

A Marinha também afirma que “a identidade do piloto não será divulgada até 24 horas após a notificação dos familiares mais próximos.”

O F/A-18 tinha como sede a Estação Aeronaval de Lemoore, no condado de Fresno, a cerca de 380 km do local do acidente. A base, que também é sede do Comando das Alas de Caça e Ataque do Pacífico, abriga 15 esquadrões de Super Hornet, dos quais 10 operam o modelo E, de apenas um assento, que caiu ontem. 

F/A-18 Acidente Super Hornet
F/A-18E Super Hornet do esquadrão VFA-25 Fist of the Fleet, um dos 10 esquadrões da NAS Lemoore que operam o modelo. Foto: Mass Communication Specialist 3rd Class Aiyana S. Paschal/Marinha dos EUA

Em 2019, um Super Hornet da Marinha caiu no Parque Nacional do Vale da Morte durante uma missão de treinamento de rotina, matando o piloto e ferindo levemente sete visitantes do parque que foram atingidos por detritos, observa o portal Military.com. 

Eles se reuniam em um mirante panorâmico onde entusiastas da aviação observam pilotos militares em alta velocidade por um abismo apelidado de Star Wars Canyon, disseram autoridades.

Em outubro de 2021 um Super Hornet de Chine Lake também caiu e, em 2020, outro de Lemoore caiu, ambos durante missões de treinamento. Os pilotos ejetaram com segurança, um em uma área remota ao sul do Parque Nacional do Vale da Morte, perto da fronteira de Nevada, e o outro no deserto de Mojave.

Administradores do Fighter Pilot Podcast, apresentado por um ex-piloto da Marinha, lamentaram o acidente que ocorre em meio ao lançamento de Top Gun: Maverick: “Logo após um lançamento de grande sucesso, onde saímos do cinema com a sensação de que todos sempre voltam para casa vitoriosos, vem este lembrete de uma realidade sóbria…”, diz a publicação no Facebook.