O Su-30SM "Azul 37" da Aviação Naval Russa envolvido no incidente. O canopy do caça pode ser visto na imagem. Foto via Scramble Magazine.

Dois tripulantes de um caça bimotor Su-30SM Flanker-C da Aviação Naval Russa foram ejetados da aeronave enquanto se preparavam para um voo no aeródromo militar de Saki, na Crimeia. O incidente ocorreu na última sexta-feira (21), por volta das 18h50 local. 

Segundo a agência russa TASS, os pilotos saíram ilesos, ao passo que um mecânico sofreu queimaduras. Já o caça não sofreu maiores danos. De acordo com informações da Scramble Magazine, o caça de matrícula RF-93825/Azul 37 pertence ao 43.OMShAP (43 Regimento). 

O Su-30SM envolvido na ejeção em solo na sexta-feira. Foto: Yurih Pieshyk/Russianplanes.net via Scramble Magazine.

O Sukhoi Su-30SM (Serijnyi Modernizirovannyi) é uma subvariante do Su-30MKI, originalmente desenvolvido para a Força Aérea Indiana, similar às versões Su-30MKA da Argélia e Su-30MKM da Malásia. Entre 2012 e 2018, 26 Su-30SM foram entregues à Aviação Naval Russa, aponta o portal Scramble. 

O caça usa dois motores Saturn AL-31F com bocais de empuxo vetorado, provendo altíssima manobrabilidade à aeronave, além de poder carregar uma variada gama de armamentos ar-ar e ar-solo, como mísseis anti-navio e anti-radar, bombas guiadas, foguetes e outros, além de portar um canhão GSh-30-1 de 30mm. 

Sukhoi Su-30SM Flanker-C armado com mísseis R-73, R-77 e Kh-31. Foto UAC.