Caças F-5F Tiger II da Força Aérea da República Islâmica do Irã (IRIAF).

Dois pilotos de um caça Northrop F-5F Tiger II da Força Aérea da República Islâmica do Irã (IRIAF) faleceram ontem (01) em um acidente em uma base aérea perto de Dezful, uma cidade no sudoeste do país, distante 444km da capital Teerã, perto da fronteira com o Iraque.

Sem dar mais detalhes sobre o acidente, a agência estatal IRIB afirmou que ocorreu uma falha técnica no caça antes da decolagem. Segundo o portal Fighter Jets Worlda agência também informou que os pilotos Kianoush Basati e Hossein Nami morreram, sem citar as patentes.

Segundo um levantamento da Flightglobal, a IRIAF ainda possui cerca de 14 jatos F-5F em serviço. As aeronaves são remanescentes dos tempos do Irã monárquico, quando o país tinha uma boa relação com os EUA e adquiriu várias aeronaves norte-americanas, como o F-4 Phantom II e o F-14A Tomcat. Hoje, não se tem muitos detalhes sobre o estado da frota da IRIAF. 

Este também é o terceiro acidente com um F-5 em uma semana. Na quarta-feira (26 de maio), um F-5E Tiger II da Força Aérea Suíça caiu na encosta de uma montanha em uma região de resort. O piloto ejetou e passa bem. Na segunda-feira (31), um F-5EM da Força Aérea Brasileira saiu da pista ao pousar na Ala 12 (Base Aérea de Santa Cruz), no Rio de Janeiro. O piloto sofreu ferimentos leves.