Caça F-35A turco- Foto: Lockheed Martin

Após a chegada do Sistema de Mísseis S-400 chegarem à Turquia no mês passado, e devido a isso os EUA terem vetado e tirado a Turquia do Programa F-35. Os pilotos turcos que estavam nos EUA para fazerem o curso do caça Stealth devem sair dos EUA nos próximos dias.

Segundo o jornal turco Yeni Safak, os EUA deram um prazo até 31 de julho para que os militares turcos saiam do país. Com tudo nada sobre foi noticiado por alguma fonte dos EUA.

A Turquia já tinha pronto nos EUA dois caças F-35A. As aeronaves já estavam prontas para entrega, mas com toda a situação, os aviões permanecem nos EUA voando em um esquadrão da USAF.

F-35A Turcos voando nos EUA – Foto: (Kazuhiro Nogi / AFP via Getty Images)

A Turquia iria receber cerca de 100 unidades do F-35  e se tornaria mais uma nação estrangeira a ter um caça de 5º geração como ponta de lança da Força Aérea. Além disso a Turquia fazia parte do Programa F-35 e tinha participação considerável no mesmo, tanto que construía algumas partes do caça mais caro da história.

Como forma de substituição a Turquia pode aceitar a oferta dos russo de caças SU-35, bem como avançar a o já iniciado planejamento do caça turco de 5º geração, o TF-X, que foi apresentado ao mundo no Paris Airshow.

Além de uma possível parceria com a Rússia para desenvolvimento conjunto de uma aeronave também de 5º geração.