T-129B ATAK da Polícia Turca. Foto via The War Zone.

Os mais antigos lembram do filme Trovão Azul, de 1983, e talvez do curto seriado que veio após o filme, em 1984. O enredo rolava em volta de um oficial da Polícia de Los Angeles que pilotava um helicóptero altamente modificado com armamentos e sensores sofisticados.

E parece que a vida está imitando a arte. Segundo o The War Zone, imagens veiculadas pela Agência Anadolu mostram o primeiro de dois possíveis helicópteros de ataque TAI T129B entregues à Polícia da Turquia. Pelo menos nove helicópteros T129B Phase II foram adquiridos pela organização que faz parte da Diretoria Geral de Segurança. 

O helicóptero baseado no A129 Mangusta italiano pode carregar foguetes de 70mm, mísseis anti-tanque e é equipado com um canhão rotativo M197 de 20mm no nariz. Os helicópteros Phase II são mais novos, com o primeiro modelo tendo voado em novembro de 2019. 

Tais versões incorporam novos sensores e um maior número de instrumentos nacionalizados, incluindo alerta de laser, alerta radar e sistemas de interferência de radiofrequência, assim como aumento da capacidade de carga. 

Pilotos da polícia turca no seu novo T129B. Foto Agência Anadolu via The War Zone.

De início pode soar bastante estranho uma força policial empregando esse tipo de equipamento – a agência turca provavelmente é a primeira do “mundo real” a fazer isso – mas, no caso da Turquia, os helicópteros serão usados pela polícia em ações de contra-terrorismo. 

Operando ao lado da Gendarmaria e as Forças Armadas Turcas (agências que já empregam o modelo), a Polícia vai usar os ATAK em patrulhas nas regiões montanhosas ao sudoeste da Anatólia, enfrentando o PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão). 

“Nossos helicópteros serão designados como frota móvel nas províncias da região, principalmente em Diyarbakır, Van, Şırnak e Hakkari”, explicou o chefe de polícia Mehmet Aktaş.

No passado, membros do PKK já derrubaram um AH-1 Cobra da Turquia com o uso de mísseis MANPADS (sistema de defesa aérea portátil). Os sistemas de defesa mais novos do T129 poderão proteger a aeronave contra esse tipo de armamento. 

A chegada do novo equipamento à Polícia Turca também trouxe uma certa pioneira: Özge Karabulut tornou-se a primeira mulher a pilotar um helicóptero de ataque na Turquia. Com 28 anos de idade, Karabulut já pilotava os Bell 429 do Departamento de Aviação da polícia. 

Em vídeos e fotos, a jovem piloto aparece no assento do artilheiro, tripulante responsável pelo emprego do canhão e mísseis anti-tanque da aeronave. Ele passou por um treinamento de nove semanas para voar o T129.

Özge Karabulut. Foto: Agência Anadolu.

Até o momento o TAI T129 ATAK está em serviço somente na Turquia. O Paquistão tentou adquirir a aeronave mas a compra foi barrada pelos EUA. A interferência americana também afasta as Filipinas, que demonstrou interesse no helicóptero. 

A aeronave, que inclusive foi apresentada oficialmente no Brasil há alguns anos, usa motores LHTEC CTS800 de origem americana, o que permite que os EUA impeçam possíveis vendas do equipamento. 

A Turquia, que foi expulsa do programa do F-35 após adquirir sistemas de defesa aérea S-400 da Rússia, tenta resolver isso com o desenvolvimento de motores nacionais. A aproximação com a Rússia poderia acelerar essa processo pois os russos já ofereceram transferência de tecnologia de motores aos turcos.