Lufthansa

A Lufthansa e a Eurowings se tornaram mais uma das empresas duramente afetadas pela falta de funcionários tanto para equipe de solo. 

O verão europeu gera bastante fluxo de passageiros, época ideal para se viajar na Europa em diversos países. Diversas companhias aéreas fortalecem suas malhas e colocam voos extras para dar conta de tamanha demanda.

A Lufthansa disse em comunicado que pelo menos 900 voos que seriam operados no mês de julho, principalmente as rotas menores partindo de Frankfurt e Munique deverão ser canceladas. Os passageiros com bilhetes comprados serão reacomodados em outros voos.

A empresa disse ainda que os cancelamentos também afetarão voos da sua companhia subsidiária Eurowings. A empresa disse que está com grandes expectativas para a retomada das viagens pós pandemia, mas que o setor ainda não está com todo o suporte necessário para tamanha demanda.

Eurowings

“Toda a indústria da aviação, especialmente na Europa, está sofrendo com gargalos e falta de pessoal. Isso está afetando aeroportos, serviços terrestres, controle de tráfego aéreo e companhias aéreas”, disse a Lufthansa.

A companhia aérea alemã também disse que a falta de funcionários pode ocasionar atrasos em diversos voos mas que eles serão cumpridos.

A Lufthansa e a Eurowings não são as primeiras companhias aéreas europeias a cancelar voos por falta de funcionários, o mesmo ocorreu com a KLM há algumas semanas. 

 

 

Com informações do AeroTime.