Azul
Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

A Azul Linhas Aéreas voltou a liderar o mercado doméstico de aviação do Brasil, em dados aferidos diretamente da apresentação de dados de tráfego das três principais companhias do Brasil.

As principais companhias do país ficaram praticamente empatadas em participação, após um complicado mês enfrentando demanda em queda, alta inflação e preços de combustíveis.

A companhia fundada por David Neeleman liderou a lista com uma participação de mercado em maio de 2022 de 34,08%, enquanto a LATAM, até então líder, ficou quase empatada com 33,37%. Já a GOL Linhas Aéreas ficou na 3ª posição, com 32,54% do mercado.

A demanda foi analisada por RPK (Passageiros‐Quilômetros Pagos transportados). O dado é calculado de acordo com a distância percorrida por cada passageiro em seu voo. Voos mais longos geralmente têm passagens aéreas mais caras, por este motivo as companhias utilizam prioritariamente essa métrica.

De qualquer forma, a LATAM fechou o mês com 2,03 milhões de passageiros transportados, enquanto a GOL ficou na casa dos 1,95 milhão.

Em termos de oferta de assentos (medida em ASK) a LATAM foi a que mais disponibilizou em maio, com 34,49% dos assentos ofertados no mercado, seguida pela Azul, com 33,51% e a GOL na 3ª posição, visto que a companhia reduziu a sua oferta frente ao mês de abril, ao contrário da Azul e LATAM.

O aumento de oferta juntamente com uma queda na demanda levou a uma queda geração da taxa de ocupação das aeronaves, com a LATAM registrando 72,6% de ocupação média. A Azul e GOL registraram 76,3% de ocupação média em seus voos domésticos.