Por transferência de US$ 12 milhões, consultoria aponta fraude aos credores na Avianca Brasil

Avianca Brasil
Foto - Avianca Brasil

De acordo com uma publicação do Jornal O Globo, os sócios da Avianca Brasil, os German e José Efromovich, cometeram uma infração empresarial poucos dias antes de solicitar a recuperação judicial da companhia.

A reportagem retrata que poucos antes de pedir recuperação judicial, a Avianca Brasil transferiu a quantia de US$ 12 milhões para a Synergy Aerospace Corp, grupo que administrava a companhia, e tem como sócios os irmãos Efromovich.

Considerando que a Avianca Brasil passou por uma recuperação judicial, essa movimentação pode ser encarada como fraude aos credores.

A informação sobre essa transferência foi apontada pela Alvarez & Marsal, uma administradora de recuperação judicial, que analisou o comportamento da Avianca Brasil nos 90 dias anteriores ao pedido de Recuperação Judicial, até mesmo quando não havia nem indicativo de que a empresa estava em situação ruim.

Para a Alvarez & Marsal não há um fundamento claro sobre o motivo da transferência de dinheiro internacional realizada pela Avianca Brasil. A companhia ainda pode se explicar na justiça, mas em nota ao O Globo declarou que o montante foi transferido para realizar  o pagamento de uma dívida da companhia com a GE Capital, relativo ao leasing de aeronaves.

Se judicialmente a Avianca Brasil não conseguir se explicar, e ficar provado que o montante foi utilizado em benefício próprio, os sócios podem ser multados ou até mesmo receber a pena de até 6 anos de prisão.

Atualmente a Avianca Brasil já teve a falência decretada, e acumula uma dívida de quase R$ 3 bilhões.


DEIXE UMA RESPOSTA