TAP Air Portugal

O governo de Portugal está tentando uma aprovação provisória para poder continuar com seu plano de ajuda a sua companhia aérea TAP Air Portugal. O processo no qual o governo está tentando aprovação da União Europeia é uma forma de amenizar os impactos causados pela crise mundial de saúde a companhia aérea.

O pedido de ajuda a TAP é no valor de US$ 553 milhões, o pedido ocorre em meio ao processo de reestruturação da companhia portuguesa. Há uma expectativa que o aporte financeiro seja aprovado em breve, isso ajudaria a TAP a lidar com os custos operacionais atuais.

Em meio a disseminação da nova variante do Covid-19, a TAP foi obrigada a reduzir a sua malha e cortar voos. Consequentemente terá queda de receita, que já não tem tido bons números nos últimos tempos. Um dos maiores mercados da TAP, o Brasil, está entre os países com restrição de viagens em Portugal até pelo menos o final de março.

Em 2020 a empresa teve um grande prejuízo e enfrentou os piores três meses de um inicio de ano. Cerca de 3.500 funcionários correm risco de serem cortados hoje na TAP, caso a ajuda provisória seja aprovada, o planejamento é tentar reduzir os salários sem realizar cortes de cargos. 

Em dezembro de 2020, houve uma possibilidade do governo injetar uma grande quantia em dinheiro, no valor de US$ 4 bilhões. Toda esse aporte salvaria completamente a companhia aérea, entretanto não houve confirmação por parte do governo. 

A frota da TAP deverá ser reduzida para 88 aeronaves, tendo 95 aeronaves atualmente. No começo desse ano, a empresa iniciou a redução de sua frota enviando 6 aeronaves para estocagem no Reino Unido. A expectativa é de que o aporte provisório seja aprovado até o começo de abril.